Início Notícia Novembro Azul: confira dicas para prevenção e tratamento do câncer de próstata

Novembro Azul: confira dicas para prevenção e tratamento do câncer de próstata

Com o mês de novembro, conhecido pela conscientização sobre o câncer de próstata, chegando ao fim, torna-se ainda mais evidente a necessidade de o cuidado se estender ao longo do ano. A campanha Novembro Azul, que surgiu na Austrália em 2003, ampliou o debate acerca do tema, porém é importante não apenas conhecer, mas também prevenir.

De acordo com estimativas do Ministério da Saúde, o Brasil registrou 68.220 novos casos de câncer de próstata em 2018. Os números correspondem a um risco estimado de 66,12 casos novos a cada 100 mil homens, além de ser a segunda causa de morte por câncer em homens no Brasil, com mais de 14 mil óbitos registrados.

Para o médico urologista Dr. Flávio Ordones, a prevenção e conscientização não devem se restringir apenas ao 11º mês do ano, mas a todos os meses. “É importante se cuidar ao longo de todo o ano. Nós até percebemos um aumento de consultas no mês de novembro, mas a prevenção não deve se restringir a esse mês, em específico”, diz.

Embora os números mostrem que se trata de uma doença comum e com chances de cura, muitos homens ainda não abordam o assunto ou realizam os exames preventivos – seja por medo, preconceito ou desconhecimento do risco da doença.

Confira dicas de como prevenir o câncer de próstata ao longo do ano e tratá-lo em caso de diagnóstico positivo:

Alimentação

De acordo com o Ordones, não há alimentos que possam prevenir o câncer de próstata. “Não existe uma alimentação específica que possa prevenir o câncer de próstata, mas certamente uma alimentação saudável pode ajudar em muitos âmbitos da vida”, ressalta o urologista.

No passado, especialistas acreditavam que o selênio, um mineral com alto poder antioxidante, pudesse contribuir na prevenção do câncer de próstata, mas estudo recentes descartaram essa possibilidade. “Acreditava-se que tanto o selênio como o licopeno pudessem ter efeito inibidor do câncer de próstata, mas isso não procede. Essas substâncias foram descartadas como inibidoras através de pesquisas. Claro que devemos ter uma uma alimentação e vida saudável, mas o câncer de próstata não tem como ser evitado por meio da alimentação”, destaca Ordones.

Prevenção

Para que não se descubra o câncer em estágio já avançado, é recomendado a realização de exames de prevenção a partir dos 45 anos de idade em homens com histórico familiar de câncer de próstata e também em afrodescentes. Aos demais, é recomendado a realização dos exames a partir dos 50 anos.

Inicialmente, os exames recomendados são o Antígeno Prostático Específico (PSA) e o toque retal.Mais Notícias

Vencer o preconceito

Diferentemente das mulheres que realizam exames como papanicolau uma vez por ano, os homens costumam evitar os exames de prevenção por vergonha ou preconceito. Um dos exames mais comumente indicados para a detecção de câncer de próstata é o toque retal, já que a doença se instala na região periférica da próstata.

Segundo Ordones, a mulher também tem um papel fundamental na vida dos companheiros e pode contribuir para o crescimento dessa conscientização. “Vale destacar o papel da mulher na prevenção ao câncer de próstata justamente por ela já ter essa consciência sobre a própria saúde. Muitas marcam a consulta para os companheiros e os acompanham incentivando esse cuidado e prevenção”, diz o médico.

Atenção aos sinais

Diferentemente do câncer de mama, o câncer de próstata é uma doença silenciosa e não apresenta sintomas como nódulos ou dores na região da próstata. E, justamente pela falta de sintomas, destaca-se a importância da realização dos exames ao longo do ano – e não apenas no mês de novembro.

Membro da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), Ordones destaca que o câncer de próstata é uma doença assintomática. “Muitos homens chegam ao consultório relatando inchaço da próstata e dor ao urinar, mas esses são sintomas de hiperplasia prostática benigna, conhecida como HPB. O câncer de próstata é uma doença que não apresenta sintomas e, por isso, a prevenção é fundamental”, alerta.

Descobri um câncer de próstata. E agora?

Após um diagnóstico positivo, é importante se atentar aos próximos passos. Segundo Ordones, o tratamento aplicado desde a fase inicial de constatação do câncer, feito por meio de biópsia, tem se modernizado com os passar dos anos. O passo seguinte à biópsia é a realização de um “estadiamento”, que segundo o urologista, é um “estudo de caso”.

“Depois do diagnóstico de câncer de próstata, fazemos o estadiamento que é a realização novos exames que vão identificar outros detalhes desse câncer. A ressonância magnética também é fundamental, aí então é hora de sentar com o paciente para definir o tratamento”, afirma. As cirurgias robóticas já são uma realidade no presente no Brasil e permitem ao paciente ter uma melhor e mais rápida recuperação pós-operatória. De acordo com o médico, feita a cirurgia, o paciente costuma receber alta dentro de dois dias.

Vale destacar ainda que o câncer de próstata é uma doença relacionada ao envelhecimento do homem, portanto a prevenção e o diagnóstico precoce são fundamentais na eficácia do tratamento e, consequentemente, da cura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Must Read

Chega a 900 número de localidades atingidas por óleo no Nordeste, RJ e ES

O número de localidades atingidas por óleo continua aumentando e chegou a 900, segundo um balanço divulgado neste domingo (8) pelo Instituto Brasileiro do Meio...

Tumor tem ‘redução expressiva’ e Covas passará por mais 5 sessões de quimioterapia

O câncer do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), teve uma “redução expressiva” após três sessões de quimioterapia, resultado que fez a...

Bolsonaro diz que aumento da carne é ‘natural’, mas preço vai diminuir

Em uma transmissão nas redes sociais nesta segunda-feira (9), o presidente Jair Bolsonaro atribuiu o aumento no preço da carne no mercado brasileiro à...

Família de Gugu fará campanha para incentivar doação de órgãos no Brasil

A família de Gugu Liberato estuda a criação de uma campanha para incentivar a doação de órgãos no Brasil, informou a assessoria do apresentador...

Marcelo Odebrecht diz que Lula pediu construção de projeto em Cuba: ‘Único país que houve atuação do governo’

Na primeira entrevista desde que deixou a prisão, em dezembro de 2017, para cumprir regime domiciliar com o uso de tornozeleira eletrônica,...

Selecione uma estação Wind